METODOLOGIAS DA CAPOTERAPIA

A Capoterapia quando oferecida à clientela da Terceira Idade, tem toda uma preocupação de se trabalhar com o respaldo de uma equipe multidisciplinar.

No processo de ensino e aprendizagem das técnicas e dinâmicas da Capoterapia os procedimentos são diferenciados de acordo com a fase do aprendizado de cada participante do grupo. A escolha de métodos e programas para cada sessão são feitas em comum acordo com médicos geriatras, cardiologistas, enfermeiros, assistentes de saúde, fisioterapeutas, nutricionistas, (quando for o caso da 3ª idade e pessoas com necessidades especiais) ou atividades periódicas.

As sessões de Capoterapia são compostas basicamente da Variação da Movimentação, Combinação de Movimentos, Variação da percepção de informações e atividades Calmantes, para cada fase do método são trabalhados Exercícios Específicos. Portanto, os profissionais Capoterapeutas, são treinados, capacitados e licenciados pelo Instituto Ladainha para desenvolver essas atividades. Pois, as mesmas poderão ser desenvolvidas até em piscinas, onde é chamada de capohidroterapia.

Duração de atividade

As atividades diárias têm tempo médio de 50 minutos, e a duração do Programa é indeterminada, com intervalo de 1 (um) mês entre dezembro e fevereiro de cada ano.

Os conteúdos programáticos são apresentados conjuntamente com os planos de aulas a cada 30 dias à equipe de acompanhamento e/ou coordenação.

Quem pode praticar Capoterapia

A Capoterapia, é uma modalidade altamente flexível, sua prática poderá ser usada por pessoas de todas as idades e condições físicas, porque ela se adapta às necessidades de cada praticante. Desde uma recém-nascido, adolescente, adulto e/ou idoso, também portadores de necessidades especiais, tais como: Síndrome de Down, deficiência mental, audição, visual e física, etc. Demostrando ser um grande instrumento transformador de qualidade de vida para todas as classes sociais.

Continuar lendo sobre Capoterapia